16 E 17 DE AGOSTO | 2019 – WORLD TRADE CENTER SÃO PAULO
INSCREVA-SE

Thiago Sampaio: Neblina, finanças e sucesso!

Se você estivesse dirigindo por uma estrada com forte neblina, aceleraria para tentar chegar mais rápido ao seu destino?

Essa é a (re)ação instintiva da maioria dos médicos(as). Pisar o pé no acelerador, tentando maximizar suas receitas frente a tantos desafios, incertezas e assédio (o que chamo de neblina). A intenção é acelerar a formação de patrimônio para ter uma maior sensação de segurança. Entretanto, existem diversos efeitos colaterais para esta (re)ação: noites de sono perdidas, muitas horas de trabalho semanal, nível de stress elevado, não estar ao lado da família em momentos importantes, não aproveitar o patrimônio construído, entre tantos outros.

Certamente, se você estivesse nessa estrada, sem a neblina e com um mapa detalhado do cami-nho a ser seguido, aproveitaria muito mais a sua viagem até o seu destino. E esta opção existe!

Desafios: Medicina talvez seja uma das profissões mais caras que existem. Cerca de R$ 600mil a 1 milhão de reais investidos para formação em faculdade particular e residência, sem contar a necessidade de atualização profissional constante. Geralmente, o médico especializado ingressa no mercado de trabalho de maneira definitiva entre os 27 e 30 anos. Enquanto que em muitas outras profissões iniciam a carreira por volta dos 23 anos. Sem falar no dilema de fazer residência logo ao se formar ou juntar dinheiro (no caso de muitas pessoas, tem que sustentar a família) e depois fazer a residência.

Incertezas: Quase que a totalidade de renda do profissional da medicina é variável. Sendo que a renda recebida é diretamente proporcional à quantidade de tempo alocado para o exercício da profissão. E se adoecer? E se sofrer algum acidente? A medicina tem mudado em uma velocidade cada vez maior, ao passo que o mercado de trabalho tem que absorver uma quantidade também maior de profissionais. Um novo perfil de médico surge e vai muito além do conhecimento técnico da medicina, novas habilidades são exigidas e muitas delas não se aprende na faculdade.

Assédio – Para completar ainda há um assédio por parte de profissionais do mercado financeiro com soluções para alocação do seu patrimônio. Algumas ruins, outras boas e talvez todas fora do seu contexto. Muitas vezes o negocio é feito pela sua empatia com o profissional, já que a maioria do seu tempo está alocada apenas para a geração da receita não dando tempo de analisar de maneira adequada se faz sentido ou não para você e não para o profissional que te vende!

Pare o carro imediatamente – Se neste momento a sua estrada vida está com neblina, esta é a ação adequada. Não acelere, pois poderá ser em vão e você poderá até se machucar em um caminho sem volta. Certamente, desenvolver um planejamento financeiro que alicerce o seu plano de vida irá te ajudar a conquistar o horizonte limpo que você precisa para seguir viagem. Um plano de vida envolve o teu plano de carreira, o seu cônjuge, seus filhos, o teu lazer, o teu lar. Note que, sem esse plano, você passa a ser refém do tempo (e dinheiro) e tende a reagir ao invés de agir.

O planejamento financeiro te permite encarar e agir com segurança frente aos desafios. Te ajuda a investir na sua carreira e também te mostra quais momentos você deve acelerar e em quais você deve diminuir a velocidade garantindo que você chegue ao destino desejado. Te protege das incertezas, eliminando o fantasma da renda variável e também te ajudando a alcançar as habilidades necessárias para o novo profissional da medicina. Planejamento também define as proteções adequadas para que não se preocupe diante das incertezas da relação direta da necessidade da sua presença para geração da receita.

O verdadeiro planejamento financeiro é aquele que te permite ser senhor do seu tempo e não refém dele. Te permite primeiro enxergar o seu ponto B e depois chegar até ele aproveitando a jornada do dia a dia sem abrir mão da sua qualidade de vida. E os investimentos? Ah, os investimentos vão derivar da vida que você que deseja construir e não a vida que você muitas vezes não deseja construir vai ser definida pelos seus investimentos. E lembre, “bons investimentos” e “investimentos da moda” sempre passam e você tem que continuar.

Então, como seria caminhar por essa estrada, tendo mais qualidade de vida no presente, sem abrir mão do futuro?
Thiago Sampaio, CFP® – Sócio e PlanejadorLifeFP™ na Life Finanças pessoais

Investimento

Valores incluem a participação nas plenárias e na área de exposição
Maio
R$ 750
Junho
R$ 800
Julho
R$ 850
Agosto
R$ 900